terça-feira, 24 de abril de 2007

Currículo

O objetivo mais importante do currículo é CAUSAR UMA IMPRESSÃO EXCELENTE. Se o conteúdo e a aparência do currículo impressionarem bastante quem o lê, você conquistou um aliado e, quem sabe, um futuro chefe.
Um segundo objetivo do currículo é alinhar as idéias de tal forma que sirvam de base para uma entrevista. É como um roteiro formal para uma apresentação pessoal (veja) mais demorada.
PORTFOLIO
O portfolio é uma espécie de currículo detalhado com exemplos. Trata-se de uma pasta de boa apresentação com desenhos, fotos, formulários, registros e objetos que exemplifiquem a qualificação do profissional. Por exemplo, um redator pode carregar um exemplar dos artigos ou livros que redigiu, um ator pode levar fotos de suas apresentações, um administrador pode anexar certificados de cursos, gráficos dos resultados que conseguiu etc. D
É conveniente ter seu portfolio preparado e levá-lo quando for a entrevistas ou contatos profissionais.
APARÊNCIA DO CURRÍCULO
Sendo o currículo uma espécie de folheto de propaganda de quem está procurando trabalho, ele deve ter uma aparência excelente. Deve ser curto (no máximo duas páginas) com tamanho de fonte e espaçamento entre os parágrafos razoáveis. Para ser limpo e claro, deve ser impresso ou copiado em papel bom, de forma nítida. Não devemos incluir informações desnecessárias como número de documentos e referências pessoais (esses pontos devem ser registrados em outro papel, que pode ser entregue no momento da entrevista, se for solicitado).
CONTEÚDO DO CURRÍCULO
Inclua o que você tem de melhor para oferecer. Conforme sua idade e formação, pode haver mais destaque para o passado, presente ou futuro, mas todo currículo deve cobrir os seguintes pontos:
a) Identificação: nome completo, endereço (com o CEP) e telefones para contato (em pelo menos um deles deve haver alguém no horário comercial capaz de anotar recados).
b) Dados pessoais: nacionalidade, estado civil, número de filhos e data de nascimento. Se houver algum embaraço com esses dados, esse tópico pode ser colocado no final do currículo, com menor destaque.
c) Objetivo Profissional: declare de modo visível o objetivo profissional para facilitar a análise e classificação. Assegure a coerência entre ele e as qualificações apresentadas, sem descuidar da coerência com a carteira profissional e entrevista.
d) Educação: último curso regular (primeiro, segundo ou terceiro grau), cursos de especialização, técnicos ou profissionalizantes, seminários, palestras e outras atividades de formação. Línguas e informática, dependendo da sua expressividade para o objetivo, podem constituir tópicos à parte ou ser incluídos aqui. Em todos os casos indicar a instituição, a época em que foi feito e, se for expressiva, a duração do curso.
e) Experiência profissional: indicar as empresas onde trabalhou (com alguma característica importante de cada uma, se não forem universalmente conhecidas), os cargos que ocupou e o período. É importante não deixar longos períodos sem explicação, portanto devemos incluir também estágios e trabalhos realizados sem registro em carteira ou em empresa própria.
f) Qualificações: este é o item mais importante. Aqui podem ser colocadas as habilidades específicas, realizações importantes, atividades não profissionais relacionadas com o objetivo conhecimentos, aperfeiçoamento de trabalhos, características pessoais e profissionais marcantes. Não deixe de incluir os principais itens de “recursos pessoais” considerados na formulação do objetivo, com grande destaque para os seus talentos.
Atualmente há certos pontos muito focalizado pelas empresas que devem ser incluídos no currículo – a menos que você não tenha nada para comentar a respeito: Línguas – Informática – Qualidade Total –Comunicação – Auto-desenvolvimento – Trabalho em Equipe – Polivalência (habilidades múltiplas) – Habilidade de trabalhar com pressão/stress etc.
Só inclua informações positivas e de ótima qualidade, dando destaque aos aspectos mais importantes.

O ponto mais importante é que o currículo deve ter a sua cara. Portanto, há vária formas de fazê-lo. Como regra geral, as informações mais importantes devem vir antes. Por exemplo, para um ex-estagiário pode ser mais importante falar da educação antes da experiência. Para uma pessoa que trabalhou em empresas importantes do mesmo ramo em que quer se recolocar, o registro profissional deve vir antes do resto.

PARA TER UM CURRÍCULO FORTE

1. O objetivo do currículo é causar uma excelente impressão, e não conseguir uma vaga.
2. O currículo é um resumo – e não um detalhamento – do que você tem de melhor para pleitear uma posição.
3. Encontre a melhor maneira de expressar seus pontos fortes e dê evidências de todos eles.
4. Refaça quantas vezes precisar, a fim de ter um currículo forte e de boa aparência.
5. Seja humilde. Submeta o currículo a seus parentes e conhecidos e acate suas opiniões. Refaça sempre depois de uma entrevista para corrigir eventuais lacunas.
6. Use a carta de encaminhamento, que sempre deve acompanhar o currículo, para realçar seus pontos fortes.

Nenhum comentário: